Coronel Pio
 


Defendeu Madrid. Morreu no Brasil, em 1973.  A viuva morreu uns anos depois na miséria.

 

( De uma carta  de 15 de Out. 82 de um membro do Conselho da Revolução:

À cerca do Comandante Oliveira Pio elaborámos um processo bastante completo que foi entregue ao CEMA, entidade a quem compete efectuar a reintegração. Posso, entretanto dizer-te  que a sua biografia impressionou vivamente os membros do Conselho para quem a sua figura era totalmente desconhecida.

            Penso, portanto, que a sua reintegração será levada a efeito em breve.

            A viúva de F.O.Pio suicidou-seno Rio de Janeiro em 1980. A reintegração será, pois, e lamentavelmente, apenas uma reparação moral.)